Eventos Sociais Casa Ventura - Ibiúna - SP

Collegato 2017

Collegato 2017



Imersão e vivência, conexão e experiência, como já diz a camiseta do Daniel Freitas, que representou!



Mesmo lançado com apenas 1 mês de antecedência, o Collegato reuniu uma galera de muitas partes do Brasil com o coração aberto a toda essa vivência e dispostos a se doar para que fosse um evento incrível.



André Mansano e Lombardi ralaram nesse um mês para colocar o projeto em pé, acompanhados de seus braços direitos (e esquerdos também...rsrs) Diésica e Mari, abriram mão de algumas noites de sono e fizeram acontecer. Tiveram apoio de amigos e patrocinadores que não mediram esforços para que mais uma vez o Collegato fosse um sucesso.



Com o grupo do whatsapp lançado, parecíamos amigos de longa data ansiosos para dormir em barraca, comer bastante e principalmente conviver com muita gente boa. A união já começou cedo e a galera, sem mesmo se conhecer, já programava a viagem juntos da mesma cidade, ajeitando os carros para aquela carona amiga.



O grupo não parou um minuto, já dividíamos nossas rotinas nos dias que antecederam o Collegato e preparávamos nossa mala para essa imersão.



Acordamos muito cedo na segunda para arrumar a bagagem e deixar tudo certinho para ficarmos 4 dias fora da rotina. A sensação era a mesma de quando íamos para o Playcenter e a noite demorava a passar até chegar a hora de colocar os pés no caminho.



Esse Collegato teve um gostinho todo especial esse ano para nós, pois tivemos o privilegio de sermos convidados para palestrar em meio a uma galera incrível! Mega responsabilidade, frio na barriga nível máster e aquele medo gostoso, com sabor de desafio. Ainda estamos extasiados com a realização desse sonho.



Rumo a Casa Ventura, eu, Rafa, Mansano e Di, e uma bagagem sem tamanho, muitas coisas mesmo, encontramos com o Rodolfo e a Laís para que pudéssemos dividir as malas, pois sem eles não conseguiríamos sair do lugar, de tantas coisas que tinham no carro, tínhamos uma escolha, ou a bagagem, ou a Di e o Mansano, como somos legais, chamamos o Rodolfo para nos ajudar...kkkk e acabaram dando carona para a Thais. Fomos presenteados por esse casal lindo com um chocotone para adoçar ainda mais nossa vida. É carinho demais.



O pessoal saindo de suas casas e mandando fotos de muita bagunça e animação durante o caminho, na contagem regressiva para a chegada e aos poucos a família Collegato 2017 estava formada. Rostos antigos e novos, pessoas carregadas de muita história boa, experiências e o melhor de tudo, transbordando uma vontade enorme de se doar.



Como é gostoso chegar e ser recebido com um sorriso e um abraço daqueles de afrouxar o coração, estar de volta a Casa Ventura para mais uma vez viver uma história daquelas e ter o que contar para os meus netos um dia. Isso não tem preço!



Com as barracas escolhidas, nos reunimos no salão principal para a primeira atividade, a galera já fazendo selfie, aquecendo os violões e se envolvendo em muita conversa boa. Ganhamos nossos kits de sobrevivência numa bolsinha linda com um bloco de anotações da Viacolor e Henrique Ribas, caneta azul, capa de chuva, uma revista da Editora Fhox, crachá e um cone de chocolate da Jana.



A Bianca, responsável pela Casa Ventura, propôs que levássemos uma comida que fosse a nossa cara, de chuvisco, ou melhor CHUVIXXXCO, como diz o Niltinho e a Candida do Rio, a pão de queijo tradicional de Minas, trazido pelo Rony, brigadeiros da Jana e Ricardo, bolo de cenoura desconstruído pelo Gustavo Bosso, além de pudim, paçoquinha, bolo de pamonha e a pipoca, ideia da Bianca da Casa Ventura, que explicou que essa atividade tem o objetivo de dividir os alimentos, partilhar com o próximo, costume que já vem de antigamente.



Adoçados com tantas coisas boas, tivemos o nosso amigo Alex Cordeiro como apresentador do evento, um cara muito alto astral, sempre de bom humor e cheio de energia, não víamos ele quieto nem um minuto, já no primeiro dia colocou a galera para dançar ao som de Bumbum Tantan para aquecer e se preparar para a palestra do Rafael Bigarelli e Rubens Vieira que veio para tirar a galera da zona de conforto e dar um gás nos seus trabalhos.



Uma fogueira pra lá de especial nos esperava após o termino da palestra, no violão Cadu, Evandro Veiga e Rodolfo que se revezavam para embalar a galera, e cantar muito gheri, gheri quando a letra da música fugia (ou quando não sabiam), Bastian no bongo e todo mundo, que apenas no começo da noite já estavam envolvidos como se conhecessem há anos, cantando e se divertindo. Com chopp à vontade e marshmallow na beira da fogueira, adentramos a primeira madrugada do Collegato juntos.



A primeira noite na barraca foi tranquila, não sei se estávamos preparados, mas o frio não nos pegou, entre uns e outros que não dormiram, fomos acordados pelo Cordeiro a todo vapor ao som de Pablo Vittar, um despertar calmo e tranquilo que durou eternos 30 minutos, claro que preferimos sem sombra de dúvida o Alvorada do Donato, que fez muita falta este ano ou mesmo o bom dia na voz do Ribas ou da Érica Vila.



Partimos para o delicioso café da manhã da Casa Ventura e a primeira palestra do dia com Daniel Freitas que arrebenta na fotografia de família.



Esse ano tivemos a presença da Luiza, do Guilherme e do Anthony, os mascotes do Collegato 2017, que encheram ainda mais nossa vida de alegria com seus sorrisos. As crianças tem esse dom. Ganharam a visita do Cordeiro Noel que sofreu um pouco com eles, afinal merecido, após o despertar enlouquecido que ele fez com a gente....kkkk



Tivemos uma atividade chamada siga seu mestre que basicamente colocava um grupo de seis pessoas para andar sincronizado em cima de um pranchão, terminamos escrevendo uma carta para uma pessoa que temos gratidão, a atividade acabou com muita emoção e a Bianca não se contendo ao contar uma linda história vivida por ela, ganhou um abraço de urso de toda a galera para reconfortá-la.



Simplificando tudo, veio a Ana Paula Aguiar com sua palestra e com seu sorriso largo, fez uma boa parte se identificar com seu jeitão descomplicado de fazer as coisas.



Almoçamos uma comida espetacular, aliás, não tem como não lembrar do Collegato e não associar a uma comida maravilhosa que a Casa Ventura prepara pra a gente.



Conhecemos o trabalho lindo da Just Live do casal Gabriel e Juliana, com bolsas para fotógrafos e vídeo makers, alças e acessórios em couro, que preparou um presente para a melhor foto com a alça em couro. O Rafa está até agora na minha cabeça porque quer uma bolsa da Just? Gabriel, estou quase mandando o Rafa para você ai...kkkk



Abastecidos para a palestra do Guilherme Bastian sobre fotografia de casamento, ainda fomos presenteados com um torresminho maravilhoso para o nosso café da tarde para se preparar para a palestra da Mari e Lombardi que teve até uma atividade legal demais com grupos formados para a prática de atendimento com fotógrafos iniciantes, intermediários e experiente, a galera se divertiu.



Após um bom banho para renovar as energias, nossa noite foi embalada com música ao vivo no violino e teclado, e uma massa de comer de joelhos da La Vera Pasta Italiana com seu food truck.



Fechamos a noite com chave de ouro com a palestra do Ipe Carneiro e seu ligth painting, a turma ficou extasiada com tanta criatividade, fotografias de encher os olhos com tantas cores e desenhos abstratos feitos com a luz, não arredaram pé e vararam madrugada com o Ipe que se dispôs a se doar completamente para a galera e nos encantou com sua humildade.

Apesar da ansiedade e felicidade que tomava conta de nós na madrugada da terça, dormimos um sono muito gostoso para se preparar para a nossa palestra, após uma oração e um café da manhã dos Deuses, partimos para nos apresentar e falar um pouco sobre o nosso trabalho. A palestra fluiu e fomos surpreendidos com um carinho sem explicação, a cada pessoa que eu colocava meu olhar, eu sentia um apoio sem igual, a sintonia entre eu e o Rafa foi incrível e no final nos vimos tão felizes que isso tudo transbordou e não conseguimos conter as lágrimas. Fomos abraçados pela família Collegato. O abraço tem o poder de transmitir energias, fazer a eternidade caber em segundos, explicar sentimentos que as palavras não conseguem. Confesso que a caminhada foi longa, mas valeu a pena só de ter vocês ao nosso lado. Pessoas que nós realmente podemos chamar de AMIGOS.

Por falar em coração, a próxima palestra foi do Evandro Veiga, retratos, incrível como suas fotos tem o poder de falar, representam tão bem a pessoa fotografada que nos faz refletir sobre a imensidão de conhecimento que esse cara representa na fotografia.

Tivemos a visita do Câmera Club, que propôs uma atividade com a instax, cada um fazendo retrato do outro, os retratos tiveram auxilio do ring led da World View, que disponibilizou seus equipamentos para a galera se divertir, o Abdala é um cara fantástico e humilde, trouxe seus produtos para o Collegato e se propôs a entrar na vibe do evento, dormindo em barraca e se entregando de coração as atividades, nos presenteou com um adaptador de cartão em forma de câmera fotográfica.

A próxima chuva de conhecimento foi do Henrique Ribas que deu muitas dicas para a galera que não arredou pé para ouvi-lo, muitos já o conheciam, mas tivemos o prazer de tê-lo ao nosso lado nesses dias, seguido do Marcos Fraresso com sua palestra, que embarcou de cabeça nesse projeto e se dedicou a estar nele de corpo e alma mesmo faltando pouco dias para acontecer.

Fechando a noite veio o André Mansano e Diésica falando sobre o que mais vimos nesse Collegato, FELICIDADE, e mais uma vez nos fez refletir e nos encantar. Ainda mais com a pequena Luiza no colo, aí é pra acabar.

O tão esperado churrasco da Viacolor já estava a todo vapor, por falar em Viacolor, eles trouxeram um material de primeira linha para os palestrantes, álbuns maravilhosos e acabamentos perfeitos, fizeram nossa fotografia saltar das telas e tomar forma em materiais lindos como madeira, linho, black piano, tecido e muitos mais. Dessa vez o Lucianinho foi muito bem representado pelo Jonny que não mediu esforços para se conectar com todos.

Descemos para o churrasco, patrocinado pela Viacolor, que estava simplesmente maravilhoso, ao som de muita música boa e uma vibe inexplicável, pessoas conectadas da cabeça aos pés, felizes em saber que o que levamos dessa vida, o Collegato nos proporcionou. FELICIDADE, encontro de almas, gentileza, respeito, conhecimento, amizade e muitas lágrimas de alegria, não há dinheiro nesse mundo que consiga comprar esse tipo de coisa.

Para ganhar um passaporte do wedding Brasil e 50% de desconto no próximo Collegato o desafio era cair na piscina com um pulo bem diferente, Niltinho, Ricardo, Rony, Juliano e a única mulher Carol, tiveram coragem, mas a vencedora da noite foi a Carol com sua sarrada no ar.

Só queremos agradecer ao André Mansano, Diésica, Lombardi e Mari, a oportunidade de sermos convidados a fazer parte desse time. Agradecer aos amigos que foram em peso nos prestigiar, na primeira, segunda, terceira fileira, sem palavras com tanto carinho e apoio. Agradecer aos patrocinadores que dispuseram seu tempo para estar com a gente, muito obrigada Lucianinho e Jony da Viacolor, Rafa e Rubens Alboom-Clicster, Gabriel e Juliana da Just Live, Leo e Paola da Editora Fhox, Abdala da World View, Fugisse da Fine Art Association, Ramon da Kings and Queens e Bianca da Casa Ventura, sem vocês nada disso seria possível.

Cadu e Cordeiro agitaram o Collegato e nos fizeram sorrir muitas vezes, obrigada de coração amigos.

Agradecer principalmente ao meu amor que abriu mão de noites de sono, de vontades pessoais, de suas opiniões, para ouvir as minhas, para que nosso sonho fosse possível e para me fazer feliz. Muitas coisas boas estão acontecendo e é graças a você e sua enorme dedicação e perseverança. Tenho muito orgulho de você, te admiro, te amo muito!


Foram mais de 50 mil palavras desde o primeiro oi até hoje no grupo do Collegato, será que essa galera ta conectada?

Tive muitas conversas boas e todos estavam dispostos a prestar mais atenção com o coração. Me identifiquei com alguns, sorri com outros, aconselhei, fui aconselhada, ouvi histórias, lições de vida, tomamos alguns tapas na cara da vida de pessoas que estavam lá para sentir, apenas sentir e viver, porque a vida é uma só e precisamos deixar a reclamação de lado e agradecer a Deus por Ele ter nos dado esses 4 dias de sorrisos bobos, abraços longos e olhares sinceros.

Quero mais disso com certeza, Collegato 2018 aí vamos nós!!





Glau Yamauchi

collegato brasil
collegato brasil
Rafael Bigarelli
fotógrafo de casamento
ensaio de casal
pré casamento
workshop para fotógrafos
Fotografia de família
Casa Ventura
Fotógrafo de casamento sp
Collegato
workshop de imersão
casa ventura
Viacolor
Daniel Freitas
André Mansano